Você acha que a profissão “DJ” corre risco de extinção?

No decorrer dos últimos anos a palavra "DJ" virou moda por todos os cantos do mundo!
O nosso trabalho ficou tão competitivo que agora temos que tomar cuidado até com aqueles que nos pede para bater uma foto usando o nosso headphone na frente dos CDJ's & Mixer, porque no dia seguinte, ele ou ela... estão se lançando no Facebook e outros meios de midia como "DJ Fulano ou DJ Ciclano" e isso meus queridos eu venho presenciando a muito tempo. (uma piada)
Eu não estou aqui para criticar ninguém ou até mesmo cortar o barato de quem quer ser feliz por uma noite... eu apenas fico triste quando vejo uma pessoa que leva anos para melhorar e aperfeiçoar suas técnicas, passa noites e noites acordado procurando musicas, gasta até o que não tem disponível para comprar aquele equipamento novo que fará uma diferença na sua apresentação... e simplesmente aparece do nada, ele/a... o DJ Batman! (Igual magica de desenho animado) e de um dia para o outro o cara, ou a mina é a nova sensação das noites nas maiores e melhores casas do mercado enquanto o "verdadeiro" foi deixado de lado pelo simples fato de que as pessoa hoje em dia já acostumaram a escutar musica (ou a mesma batida a noite inteira) toda vez que frequenta um club em vez de ver o DJ se apresentar, fazer diferente ou simplesmente interagir com o publico no microfone!
Ahhh... vocês não esperavam por essa, mas eu vou falar a verdade...
Quantas vezes você como DJ já entrou em uma casa que naquela noite você era simplesmente mais um no publico, ouviu o Set do cara que estava tocando, não ouviu ele abrir o canal do microfone para falar um "oi" muito menos se "apresentar" para o publico ou até mesmo  (gostaria de agradecer pela presença de todos aqui nessa noite maravilhosa)?
Agora eu pergunto a você... e você, o que você faz nas noites onde você toca? Faz o mesmo que a maioria? Faz a troca de DJ's (que muitas vezes é um desastre na hora da transição), simplesmente toca seu Set, acaba e quer receber seu dinheiro e depois da uma volta ao redor da pista como se você foce o rei das batidas?
Ou você é o tipo de DJ que conversa com as pessoas antes de começar o seu Set, sorri para todo mundo invés de ficar ali com cara de serio olhando para os CDJ's como se estivesse trabalhando em um projeto cientifico?
Pensa comigo... o publico não que saber se vc usa CDJ 1000 ou 2000... se você usa controladora ou turntable. O que eles querem na verdade e usufruir ao máximo do tempo que eles tem para se divertir (e como a maioria pagou para entrar) você meu amigo DJ, tem mais que a obrigação de fazer com que o publico saia da casa satisfeito! Lembrando, claro... que é impossível agradar a todos!
Agora, o outro lado da moeda: Se o publico não quer nem saber o que você esta usando para tocar e você não faz nada para agitar ou diferente da maioria dos DJ's... o que você acha que o publico prefere: Ver você tocando ou um artista tocando 3s musicas, abrindo o microfone e agitando a galera fazendo as gatinhas babar (como ele e lindo)? Ninguém fala sobre isso!
É muito simples colocar culpa na midia e ficar chamando todo mundo de "DJ Fake", mas o que nos devemos fazer de verdade é parar e se auto analisar (principalmente os DJ's mais antigos no ramo).
O que você fez para melhorar sua apresentação nos últimos anos? Você ainda continua simplesmente trocando de musica entre A e B dizendo que ainda e DJ de verdade porque toca nos "pratos" enquanto o garoto de 14 anos (cheio de energia) cria seu próprios Loops, efeitos etc... ou você também esta acompanhando o mercado e fazendo diferente?
A PROFISSAO DJ "NUNCA" ESTARA EM RISCO ENQUANTO O DJ CRIATIVO EXISTIR!
O que vocês "DJ's de Verdade" precisam realmente fazer... é parar de chamar os outros de DJ Fake, (Porque é mais fácil apontar o dedo e culpar o próximo do que aceitar que na verdade nos mesmos é que precisamos fazer uma mudança) parar de concentrar sua atenção no que a midia fala... e passar ou gastar mais o seu tempo procurando melhorar o seu repertório e a sua "apresentação" para que assim não só o publico mas até a própria midia veja a verdadeira diferença entre o "fake e o verdadeiro DJ"! Porque ficar colocando comentário e xingando em matéria de Facebook não faz diferença nenhuma no que esta realmente acontecendo no nosso mundo. Acorda DJ!

Vou deixar aqui uma pergunta para todos?

Você se apresenta? Ou você toca?

Um grande abraco a todos!

Remember... Music is Life!

17 Responses to Você acha que a profissão “DJ” corre risco de extinção?

  1. Estou muito contente com Traktor a onde eu vou
    Levo sempre comigo depois que conheci
    O Deejay Márcio estou muito satisfeito de usar o traktor

    Bom trabalho para todos os membros do traktor

    Principalmente Deejay Márcio

    Abraço forte Deus te ajuda cada vez mais

  2. estou a poko mais de um ano dezenvolvenndo meu trabalho sempre correndo atraz de saber mais.mas as vezes agent se depara com algums fatos inacreditaveis
    djs que nao sabem oq siguer o beat e estao ali só por sair na foto e pegar as gatinhas…thanks

  3. Gostei do artigo.

    Sou Dj há aproximadamente 10 anos, e perdi trabalhos pra pessoas que se dizem Dj`s e se prostituem por R$ 50,00 (algumas vezes nem cobram). Gosto do que faço e, infelizmente, não é algo que posso encarar como profissão, e sim como um robe, pois não conseguiria me sustentar. hehehe.. Levando em consideração os investimentos que faço.

    De qualquer forma, desabafos como este, ajudam a mobilizar quem realmente leva a sério este trabalho. Descontraído, trabalhar com qualidade e obter conhecimento (ferramentas, recursos, gêneros musicais, etc) devem ser as premissas de um DJ. E, isso só se consegue com o tempo.

    Mais uma vez Parabéns!!!

  4. Fala camarada!!!!!
    Lembro que conversamos isso um tempo atrás quando esse lance de DJ FAKE estava na mídia direto. Hj os oportunistas estão descarados. Basta ter uma grana e um bom conhecimento com alguém na mídia e pronto, a mágica acontece, um DJ em menos de 24 horas se forma e o pior, fica famoso não por saber tocar ou simplesmente manusear os equipamentos e sim por estar no lugar certo com a pessoa certa, enquanto alguns que praticam por anos, compram seus equipamentos com muito custo não tem valor algum. É uma vergonha toda essa desvalorização do verdadeiro profissional. Mas deixar estar que um dia a casa cai pra esses que são simplesmente oportunistas.

    Grande abraço.

  5. Realmente a vaidade do ser humano chega a ser imbecilizante. Vamos nos preocupar com o profissionalismo. Isso sim faz vc evoluir e não ficar de mediocridades que não levam a lugar nenhum. Há DJ’s que precisam se socializar.. Já vi muitos que nem sequer interagem com o público; Ficam feitos robôs durante a festa toda parecendo ignorar o cliente. Isso é uma diferenciação profissional e está no contexto em ser um bom DJ.

    Cordiais saudações

    Abud Sam DJ

  6. Extinção? Não haverá extinção do DJ, nem hoje nem nunca; não haverá pelo simples fato que para isso acontecer precisaria primeiro da MÚSICA ser extinta. O termo certo para dizer o que vem acontecendo com o mercado de vocês DJ’s não é extinção e sim BANALIZAÇÃO.
    Sabe qual a real verdade para o mercado dos DJ profissionais estar assim tão prostituído e qlqr um vira DJ? Não é pelo fato do SYNC, por tocarem com SET’S ou por serem EX BBB, os dj’s que embalam as noites. É pelo simples fato da profissão não ser REGULAMENTADA por um órgão FEDERAL, logo qlqr um pode ser DJ, pois não haverá fiscalização em cima dos PICARETAS. Outra profissão que tbm não é mais regulamentada e qlqr mané pode ser é JORNALISTA. A profissão deixou de ser REGULAMENTADA, isso aconteceu devido ao GRANDE TEOR DE INTELIGÊNCIA dos nossos políticos que com a dita GLOBALIZAÇÃO e ERA DIGITAL, qlqr um pode ser Jornalista. No caso da MEDICINA, DIREITO, ENGENHARIA E MUITAS OUTRAS HÁ SIM OS PICARETAS MAIS EM MENOR ESCALA.
    Mas vamos ver o que é a profissão Jornalista: Jornalismo é a atividade profissional que consiste em lidar com notícias, dados factuais e divulgação de informações. Também define-se o Jornalismo como a prática de coletar, redigir, editar e publicar informações sobre eventos atuais. Jornalismo é uma atividade de Comunicação.Em uma sociedade moderna, os meios de comunicação tornaram-se os principais fornecedores de informação e opinião sobre assuntos públicos, mas o papel do jornalismo, juntamente com outras formas de mídia, está sofrendo modificações, decorrentes da expansão da Internet.
    Quer dizer então que qlqr um que tenha um blog, ou portador de um celular com câmera digital e publique algo na mídia é Jornalista? Isso é comentarista, blogueiro mas JORNALISTA não. Só que os nossos ILUSTRES sábios do Senado não sabem disso não tem DISCERNIMENTO , pois agora qlqr babaca sendo imparcial ou não vira um CACO BARCELLOS, MARCELO CANELLAS, JOSÉ HAMILTON RIBEIRO, WILLIAN BONNER, EVARISTO COSTA, PEDRO BIAL, ALEXANDRE GRACIA, RENATO MACHADO, uma FÁTIMA BERNARDES, SANDRA ANNENBERG. NÃO, NÃO, E NÃO.
    E você acha que esses JORNAIS, ‘ detalhe os melhores do mundo ‘ vão contratar Jornalistas sem diploma?
    The New York Times – Estados Unidos, The Guardian – Reino Unido, The People’s Daily – China, USA Today – Estados Unidos, El Mundo – Espanha, The Independent – Reino Unido, China Daily – China, International Herald Tribune – France, The Daily Telegraph – Reino Unido, The Wall Street Journal – Estados Unidos, O Globo – Brasil, O Estado de São Paulo – Brasil.

    Então partindo da premissa que se quem contrata não quer qlqr um, no caso dos JORNAIS essa questão quanto ao mercado de vcs DJ’s já estaria resolvida. Só que nem tudo é flores, na maioria das vezes quem contrata quer saber de grana no bolso e casa, club, boate lotada. O público na maioria das vezes tbm quer saber é da música e se é Open Bar ou não, por um lado o público não está correto, pois música é: alegria, conteúdo, energia, ritmo e harmonia. E não DJ verdadeiro ou falso, profissional ou ex- BBB.
    Antes o Jornalismo não era Regulamento por qlqr órgão de fiscalização, ai ele passou a ser e recentemente deixou de ser outra vez. A Profissão DJ não passou por isso, será que seria necessário isso? Frente a todos esses relatos, queixas e acontecimentos CREIO PIAMENTE que sim.
    O que é um DJ?
    Atualmente, disc jockey é um artista que seleciona e toca as mais diferentes trilhas sonoras, realizando composições que são previamente gravadas para um determinado público-alvo. Geralmente realiza seu trabalho em pistas de dança de clubes, boates e danceterias.
    Etimologia do termo
    Disc jockey foi primeiramente utilizado em referência aos locutores de rádio que apresentavam e tocavam discos musicais. Depois, ultrapassaram os limites das emissoras e foram para as pistas de dança e para as ruas. Com o movimento hip hop, o termo foi reduzido para DJ.
    Hoje, existem diferentes tipos de DJs, dependendo da linha de trabalho, do público-alvo e da manipulação do som. E já nem todos usam discos de vinil. Existem também os que tocam com CD e com laptop (emulando o som com softwares como Traktor Final Scratch, Virtual DJ, Serato Scratch Live e DJ Decks) e também os que mixam sons e vídeos, mesclando seu conteúdo ao trabalho desenvolvido no momento da apresentação musical.
    Ser Dj virou SEGURO DESEMPREGO de artista mal sucedido. Deixando de lado os FAKE e falando do meio profissional. QUAL DJ NUNCA SAMBOU? 😉 Cara, eu penso que toda moeda tenha dois lados. Alguns entendem mais e outros menos, nem por isso um vai fazer mais ou menos músicas geniais. Tem gente que não conhece nada de música mas faz canções inigualáveis. Tem caras que estudam anos e não conseguem levantar o público. Então, por mais que vc fique puto que o cara mixa com o sync, ele pode fazer uma faixa incrível que bata na sua cabeça por dias. Agora, o fato dos DJs artificiais é normal e natural em qualquer mercado. Cabe ao consumidor refinar seu gosto e adquirir aquilo que é melhor pra si, partindo sempre de quem contrata de quem agencia.
    O que o Deadmau5 disse que djs são overpaid “button-pushers” nesse mesmo sentido guitarristas rock stars são overpaid “string-player” e assim por diante.
    Há quem diga que os próprios culpados são os grandes inteligentes DJs que cresceram na vida jogando sua arte no lixo por míseros 1000 e poucos reais, a maioria dos Dee Jays não tem outra profissão e por isso correm atrás de uma vida mais fácil, sendo donos de casas noturnas e cursos que no caso de uma celebridade é fácil pagar essa bagatela é só mostrar um pouco a bunda e outro sair com a Madona e está resolvido, para um promoter é mais fácil pagar a celebridade do que um DJ Anônimo que ninguém conhece mesmo sendo profissional, não adianta tapar o sol com a peneira já que passa nela hoje é o puro lixo em uma país que esbanja ritmos e não tem um público fiel a causa, sem contar que todo o Dee Jay sonha em estar em uma agência sair na eletro mag , mas e aí já pensaram no cartel? Quem está na eletro mag é que paga mais ou seja as tais celebridades e os coitados dos iniciantes que querem ganhar mercado fácil e pagar pelo tal anuncio caro que varia de 120 um nome e 8.000 uma capa.
    Vamos exemplificar: Tiesto que provavelmente ainda o DJ mais caro pra ser contratado… se eu não me engano…eu li em algum lugar em que ele cobra 500.000 mil pra tocar…DETALHE: tocar um set!
    Isso que não vi ninguém comentando a apresentação do AVICII no TML2012. O cara não mixou uma track sequer, PURO PLAYLIST GRAVADO. Quem não conferiu, confere aqui: http://www.youtube.com/watch?v=sV_yT4kZX-U&feature=youtu.be
    Odair Rogerio e o Martin Solveig? Tbm eles nos ultimos 6-10 live act’s usou sempre as 10 primeiras musicas iguais,tudo gravadinho.
    Enquanto os bons e verdadeiros DJS, ficarem ai discutindo de Set’s, Sync, Ex BBB’s, Controladora vs CDJ vs Vinil será esse o mercado de trabalho que todos terão. Respeito e admiro o trabalho dos verdadeiros Disc Jóquei s no entanto só vcs podem lutar pela melhoria na ” cena ” de vcs. Embora mtos apareçam agora como DJs, pois apenas teem de carregar play/sync, e ta tudo feito! Ainda é preciso ter uma noção de musica, compassos, tons, melodias, etc… E passar pela fase onde não ha sync ira ajudar IMENSO na carreira! O BOM DJ irá ter sempre o seu lugar!

  7. Papo de quem também é fake e aparício. E os comentaristas tb. Quando estou em uma casa como cliente não quero ver palhaçada nem papo furado no microfone. Nem as boas mixagens são importantes. Só quero boa música. Somente isso.

    • Graças a Deus ele nos fez seres humanos com idéias e gostos diferentes e a sua resposta é a prova disso!
      Obrigado pela sua resposta… Grande abraço!

  8. Isso mesmo Deejay Márcio, nós Dj`s precisamos parar de ficar criticando e muitos se comportando como estrelas da TV, precisamos ter humildade e buscar a cada dia aprender com os outros um pouquinho mais, ninguém sabe tudo nessa vida, precisamos buscar criatividade em nossas apresentações. abs!!!!

  9. Olá Marcio, tudo bem?
    Belo post, concordo com vc.
    Gostaria de aproveitar e agradecer também uma ajuda sua e da Pioneer com relação as CDJ 400 rodarem bem com o Traktor. Muito obrigado!
    Até mais,
    Grande abraço!

Leave a reply

TraktorProTutorials.com Copyright © 2018 All Rights Reserved